Estamos com mais 5.679.510 de acessos, graças a você leitor. É grande aceitação do nosso blog em todos os lugares. Obrigado a todos e continue acessando!!!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Preso em uma parede, despertador atormenta família há 13 anos

Image titleUma situação bizarra atormenta uma família norte-americana há 13 anos: em sua casa na cidade de Ross Township, na Pensilvânia, Estados Unidos, o despertador usado por eles caiu dentro de uma parede e, desde então, toca sem poder ser desligado.

Você pode ter se perguntado: como o despertador foi parar dentro da parede? Bem, a situação  é tão "sem pé e nem cabeça" que poderia ser contada de maneira fantástica: um dia, pela preguiça de descer as escadas, o  despertador " resolveu procurar" por um atalho e usou uma saída de ar do primeiro andar para chegar até o térreo. Porém, este foi um caminho sem volta, já que não havia rota de fuga e, assim, o preguiçoso se conformou com sua nova casa.
Brincadeiras à parte, na realidade, Jerry Lynn acidentalmente deixou o relógio cair dentro da saída de ar, mas, a princípio, não ficou preocupado. Afinal, o casal acreditava que, depois de, no máximo, três ou quatro meses, a pilha não funcionaria mais e o pesadelo estaria acabado. Contudo, mais de uma década depois, a bateria do alarme ainda não acabou. E o relógio apita de tempos em tempos.
Agora, o sobrado, onde moram Jerry Lynn e Sylvia Lynn, além de assustar visitantes que não sabem do barulhento "morador", ficou famoso na região. O casal contou à rede de TV CBS estar acostumado com o alarme , também relatando a convivência em entrevistas para jornais televisivos locais.
As origens do alarme 
Segundo o portal britânico The Mirror , Jerry Lynn esclareceu que, em 2004, precisava passar um fio de televisão à cabo por dentro da parede entre os dois andares da casa. Sem saber exatamente onde furar a estrutura, pensou no que seria uma ideia genial: amarrar um relógio em um cabo e passá-lo por uma saída de ar, localizada justamente onde o fio da televisão deveria passar.
Assim, bastava descer as escadas, esperar o alarme tocar e pronto, ele saberia o exato ponto para fazer a incisão. Ele só não esperava que o cabo não aguentaria o despertador, que, desse modo, caiu e ficou preso dentro da parede. 

Fonte: iG - Edição: Parnaíba 24 Horas

Nenhum comentário: