Estamos com mais 5.679.510 de acessos, graças a você leitor. É grande aceitação do nosso blog em todos os lugares. Obrigado a todos e continue acessando!!!

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Policial Militar desabafa sobre clima de insegurança em Parnaíba

O Piauí não tem política pública para a área de segurança. Entra governo e inventa alguma coisa, quando entra outro desfaz o que o anterior fez e cria outra coisa. E assim vai.

A Secretaria de Segurança manda um efetivo por tempo determinado pra “operações” na nossa Cidade. Certamente os policiais vem com dinheiro e estrutura. Porque não disponibilizam esse dinheiro e essa estrutura para os policiais daqui? Para a população parnaibana fica a impressão que a polícia de Parnaíba não faz nada e que boa é a polícia da Capital.

Sem dinheiro não se faz segurança pública. É um absurdo uma viatura ter que se deslocar a Teresina para a troca de óleo, para substituir faróis... E quanto a PM está devendo no comercio local?

Não culpo Comandante de Batalhão pois o mesmo pouco pode fazer. Porque na Capital tem dinheiro para comprar a folga do policial e em Parnaíba não tem? A própria estrutura física do 2º Batalhão é precaríssima. Sugiro a imprensa fazer uma visita e constatar isso.

Em Parnaíba a Secretaria de Segurança realizou uma espécie de seminário para discutir a segurança pública em nossa região. Ora, a secretaria não sabia da nossa situação? A secretaria de segurança não sabe da estrutura que disponibiliza para a polícia em Parnaíba? Se não sabe é por incompetência ou perseguição política por ter perdido a eleição para prefeito.

Os policiais militares fazem o que podem. Quase que todos os presos na Central ou na Penitenciária foram presos ainda em flagrante por PMs. A realidade de Parnaíba é que quando prende alguém tem que soltar outro porque não tem mais onde colocar preso.

A política pública da segurança é deixar o negócio correr frouxo para depois inventar algum projeto mirabolante com muita mídia em cima e esquecendo realmente daqueles policiais do Ostensivo Geral que são os que realmente tentam fazer segurança pública. Criar grupos dentro das Polícias só causa desagregação e não trazem o efeito que a população espera.

Não esqueçamos do efetivo. Deveríamos ter pouco mais de 11 mil policiais. Hoje temos a metade. E esta distribuição não é proporcional. Mais da metade do efetivo se concentra na Capital. Consequentemente, os recursos também se concentram lá.

Policiais militares de Parnaíba saem para trabalhar com 10 ou 12 munições. Nossa tropa está desanimada e cansada. As estratégias de policiamento não têm a participação dos policiais que realmente estão nas ruas. É feito de cima pra baixo.

A população de Parnaíba precisa confiar em seus policiais e cobrar do Governo. Não se deixar enganar com propagandas enganosas. Cidadão, conheça a realidade da polícia.
A política da secretaria de segurança é deixar o crime acontecer para depois prender. Fazer mídia com a desgraça dos outros.
Edição: Parnaíba 24 Horas - Fonte: Tribuna de Parnaíba

Nenhum comentário: