Estamos com mais 8.008.100 de acessos, graças a você leitor. É grande aceitação do nosso blog em todos os lugares. Obrigado a todos e continue acessando!!!

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Batista e Gringo não chegam a acordo, e juiz remarca data para nova audiência

Justiça afasta presidente, e Parnahyba segue envolto por briga entre Batista Filho e Gringo (Foto: Renan Morais)
A briga judicial entre Batista Filho e Leonir Veras, o Gringo, ganhou um novo capítulo. Presidente afastado do Parnahyba e oposição não chegaram a um acordo no processo que julga supostas irregularidades financeiras cometidas pela atual gestão do clube. Por conta da falta de entendimento na audiência realizada na terça, no fórum da 1ª vara cível de Parnaíba, o juiz Georges Cobiniano Sousa de Melo marcou uma nova audiência para o dia 6 de julho.

As defesas de Batista Filho e Gringo não chegaram a um consenso em relação ao afastamento do atual presidente, denunciado na Justiça Comum pela não prestação de contas do clube e por possíveis irregularidades nas eleições realizadas ano passado. A ação movida por Gringo em outubro de 2017 entrou na pauta de julgamentos apenas em maio deste ano, quando foi determinada a data da primeira audiência de conciliação. Batista Filho nega qualquer descumprimento do estatuto azulino.

- O Gringo para mim é um zero à esquerda. Não vejo rivalidade nenhuma com ele. Se eu disputar eleição 10 vezes, vou vencer todas. Essa questão de prestação de contas que o Gringo alegou não teve. Da minha parte pode haver conversa sem problema nenhum – declarou o presidente afastado.
Batista Filho (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)
Na primeira audiência de conciliação, os advogados Miguel Bezerra e João Medeiros atuaram em defesa de Batista Filho. Por outro lado, Tiago Menezes representou Gringo junto ao poder judiciário. Na audiência, as partes se comprometeram a chegar a um entendimento até o dia 6 de julho. Caso a conciliação não avance, o juiz pode dar prosseguimento à ação e nomear um interventor, que pode conduzir uma nova eleição.

O juiz responsável pelo caso solicitou ao Conselho Regional de Administração (CRA-PI) a indicações de nomes de possíveis interventores, mas, até o momento, nenhum dos indicados pela entidade foi escolhido. O vice-presidente Osvaldo Brandão segue à frente do Parnahyba.

- Nós vamos chegar no dia 6 e pedir para o juiz seguir com o processo, que é nomear o interventor e determinar a nova data da eleição. Nós vamos disputar essa eleição, mas nem sei se eu mesmo vou disputar, pode ser alguém do nosso grupo. O que se sabe é que o Batista vai ficar inelegível – destacou Gringo.
Gringo (à direita) foi derrotado nas eleições e acionou a Justiça apontando irregularidades no pleito (Foto: José Wilson/Jornal da Parnaíba)

ENTENDA O CASO
A decisão expedida pelo juiz Georges Cobiniano Sousa de Melo, da 1ª Vara da Comarca de Parnaíba, determinou o afastamento imediato de Batista Filho do cargo de presidente do Parnahyba. A falta de prestação de contas durante o mandato do cartola, que está na função desde janeiro de 2014, é o principal motivo do afastamento. A ação cita ainda irregularidades no processo eleitoral do Azulino ocorrido em outubro do ano passado.

Um dos principais pontos é a acusação de que o dirigente afastado do Tubarão nunca prestou contas dos seus mandatos nos biênios 2014/2015 e 2016/2017. O cartola negou a acusação.
Batista Filho foi reeleito como presidente ano passado para nova gestão até o fim de 2019 (Foto: Miguel Bezerra)

Na decisão, o juiz relatou que a ausência de prestação de contas, confirmada pelo Ministério Público Estadual, comprova falta de transparência e é um indício de má gestão no clube. Por isso, o magistrado afirmou que a permanência de Batista Filho no cargo de presidente "é perigo para o patrimônio da entidade por ele administrada".

Em relação ao pleito eleitoral, outras irregularidades são apontadas. Segundo Gringo, foram emitidos títulos em desacordo com o que diz o estatuto. A chapa de situação, encabeçada por Batista, teria sido inscrita na eleição de forma irregular, fora do prazo, informação negada pelo cartola.

Fonte: Globoesporte.com, PI

Nenhum comentário: